Adote atitudes sustentáveis

Adotar atitudes sustentáveis significa usar com responsabilidade os recursos naturais que são esgotáveis. As ações humanas sobre os recursos que o Planeta oferece não deve exterminar os meios de sobrevivência e da dependência de todos os seres vivos.

Adotar atitudes sustentáveis é compreender de forma clara a necessidade de se preservar aquilo que é de todos.

Adote agora. Atitudes de Responsabilidade com o Planeta.

"Seja a mudança que você quer ver no mundo"

Mahatma Gandhi

Reutilize a água da máquina de lavar para limpeza pesada

Separe o lixo seco do úmido / faça compostagem

Evite sacolas plásticas / use sacolas retornáveis

Evite copos descartáveis / use sempre a sua caneca

Se for necessário usar / Prefira sacolas biodegradáveis

Substitua lâmpadas incandescentes e fluorescentes por lâmpadas de LED

Pratique hábitos saudáveis / caminhe diariamente / pratique exercícios / Não desperdice nada... principalmente o seu tempo

Prefira alimentos de cultivo orgânicos / evite alimentos com agrotóxicos

Não deixe aparelhos em stand by ou carregadores conectados na tomada fora do uso

Não deixe luzes acesas durante o dia / ao sair apague a luz

Use pilhas e baterias recarregáveis

Plante árvores

Combine com seus amigos e vá de carona

Use mais as escadas do que elevadores

"Somos todos parte de um único conjunto de vida e necessidades" Estamos vivendo num mundo onde os valores estão em declínio, principalmente no entendimento e nas atitudes que adotamos nas relações com a natureza. É preciso entender que também somos parte do conjunto da natureza e necessitamos urgente de uma sensibilidade para transformarmos um novo modo de vida.

(Cleiton Pimentel, Comandante-Chefe do Padrão Águias / Especialista em Educação Ambiental)

Cidades Educadoras

Sem educação não poderemos fazer nada para melhorar as cidades na questão climática… Precisamos mudar a forma de educar. Criar um contexto de ensino para a sustentabilidade que perdure durante a vida toda. Nesse sentido, as cidades devem se tornar cada vez mais educadoras. Devemos expandir o aprendizado para além da escola formal.
(Vincent Defourny, representante da UNESCO BRASIL / 2011)

Transformação Social

Por meio da educação, queremos fazer com que as pessoas fiquem mais sensíveis às formas alternativas de vida. Há necessidade de mudança mental em decorrência desta crise do meio ambiente”… O grande desafio é superar a exclusão digital e pensar no aprendizado não só em quantidade, mas em qualidade. Pensar no conhecimento como elemento chave da transformação social.
(Pedro Roberto Jacobi / Programa de Ciência Ambiental da Universidade de São Paulo (USP)

Processos Educativos

Não é apenas questão de informação, mas de como esta é passada. A forma não é captada facilmente pelo indivíduo e os processos educativos são importantes para estimular nas pessoas a visão de bem comum.
(Mirian Vilela Diretora da Carta da Terra)

O Papel do Educador

O principal papel do educador é o de preservar valores humanos e sociais e assumir a responsabilidade pelos nossos atos e nos colocarmos diante de uma compreensão de estar no mundo e participar ativamente dele. O Mestre Paulo Freire nos chama a atenção de que o educador que diz uma coisa e faz outra acaba sendo prejudicial e consequentemente irresponsável. Não podemos assistir a mudança, temos que estar na mudança. A responsabilidade social do educador vai muito além de ensinar. É preciso envolvimento e atuação nos diferentes olhares na concepção dos papeis da escola.
(Cleiton Pimentel, Comandante-Chefe do Padrão Águias / Especialista em Educação Ambiental)

Formação de Consciências

A Educação Ambiental traz consigo uma nova pedagogia que surge da necessidade de orientar a educação dentro do contexto social e na realidade ecológica e cultural onde se situam sujeitos e atores do processo educativo. Por outro lado, isto implica a formação de consciências, saberes e responsabilidades que vão sendo moldados a partir da experiência concreta do meio físico e social, e buscar a partir dali soluções aos problemas ambientais locais.
(Enrique Leff Sociólogo Mexicano, Doutor em Economia / 2002)

Atividades Humanas

A contínua degradação dos recursos naturais do planeta Terra tem suas causas no intenso e descontrolado uso destes recursos, na produção de resíduos sólidos, líquidos e gasosos que alteram os fluxos naturais de energia e matéria, e no efeito cumulativo de diferentes atividades humanas, as quais ao longo do tempo têm produzido modificações fundamentais que colocam em risco a sobrevivência de toda a vida no planeta e a da espécie humana.
(José Galizia Tundisi, Instituto Internacional de Ecologia / 2008)

Com o advento das necessidades do mundo moderno e de uma consciência cada vez mais distante de que o planeta é um lugar vivo, nos colocamos diante de um cenário em que a sociedade “vem arrancando os recursos naturais” dando a importância cada vez mais aos bens de consumo como se tudo fosse infinito.
(Cleiton Pimentel, Comandante-Chefe do Padrão Águias / Especialista em Educação Ambiental)

Conscientização Econômica

Sempre que se fala na “crise ambiental” inclui-se a questão do aproveitamento dos recursos naturais. Em uma primeira análise isto é evidente, na medida em que tais recursos são afetados pelas atividades econômicas do homem com insumos, mas principalmente como depositários dos rejeitos destas atividades. Aí se enquadram as águas, o ar, os solos e o subsolo, as florestas naturais com sua fauna e flora, os oceanos, as regiões costeiras etc. Além do desgaste ou contaminação diretos que podem ser causados, registram-se os efeitos sobre as capacidades de absorção e regeneração destes recursos.
(Sergio Margulis / Ph.D. em Economia Ambiental pela Universidade de Londres)

Nos países em desenvolvimento, maiores vítimas da crise e que viram suas esperanças e expectativas rolarem por água abaixo, a preocupação e a discussão dos problemas são mais intensas. Por uma questão de sobrevivência, torna-se mister examinar várias das alternativas possíveis – mudanças internas e/ou externas, composição ao nível nacional e/ou internacional, isolacionismo ou integração porque a situação atual é percebida como obstáculo dos mais sérios ao pleno desenvolvimento das sociedades nacionais emergentes e, portanto, da maioria da humanidade.
(Henrique Rattner / Professor do Departamento de Fundamentos Sociais e Jurídicos da Fundação Getúlio Vargas)

Necessidades Humanas

Satisfazer as necessidades e as aspirações humanas é o principal objetivo do desenvolvimento. Nos países em desenvolvimento, as necessidades básicas de grande número de pessoas – alimento, roupas, habitação, emprego – não estão sendo atendidas. Além dessas necessidades básicas, as pessoas também aspiram legitimamente a uma melhor qualidade de vida. Para que haja um desenvolvimento sustentável, é preciso que todos tenham atendido as suas necessidades básicas e lhes sejam proporcionadas oportunidades de concretizar suas aspirações a uma vida melhor.
(Luiz Sérgio Philippi, Doutor em Hidrologia e Saúde Pública – Université de Montpellier I / 1992)

Desenvolvido por Daniel Miranda - CEDIR

Skip to content